sexta-feira, 15 de janeiro de 2010

Grrrrrr


É o peito batendo forte, pulsando firme, quase saindo pela boca. É o sangue subindo quente e descendo ainda mais veloz. É a boca comprimida, é o olhar apertado, é a mão fechada. É o suor escorrendo, o calor transbordando pelos poros, invadindo tudo ao redor. É a raiva que chegou violentamente me tirando a razão.


2 comentários:

Anônimo disse...

Tá com raivinha...??

Emanuella disse...

ahahhaha, deu ate raiva lendo !