terça-feira, 9 de março de 2010

Licença de parar

Passa vida,
Passa a farra
Passa a agitação

Passam as moscas
Passam as flores
Passam na estação
Passa num ano

Passa o seu vizinho
Passa o seu João
Passa o manequinho
Passa o vendedor de pão

Passa rápido
Passa voando
Todo mundo passa andando

Dou licença então,
já que todo mundo tá passando
E peço licença também,
as vezes quero ir parando

3 comentários:

Clara Melo disse...

Adorei!
Me sinto muito assim.

Clara Melo disse...

Adorei!
Me sinto muito assim.

Emanuella disse...

engraçado primeira 'obra' sua que não encontro você nela indiretamente e nem diretamente! Mas isso n~so tira os meritos do texto, que está otimo!