terça-feira, 23 de março de 2010

Jogo da vida

 As vezes eu acho que a vida joga no meu time. Que toca pra mim, me convoca a fazer tabela, cabeceia meu escanteio e empurra a bola para nada atrapalhar minha falta. E quando isso acontece, o time todo fica em sintonia. Mas de repente, não sei bem dizer quando, a vida parece que toma um cartão vermelho e ao invés de só ficar de fora, resolve jogar no outro time. Arma contra mim. Cria jogadas ensaiadas. Domina a situação de tal maneira que me faz até fazer gol contra.
 E é nesse girar da moeda, quando a cara vira coroa e a vida muda de time, que ela parece jogar melhor.

8 comentários:

Cachinno Scriptor disse...

Muito boa!!!

Clara Melo disse...

Ah, sim, a vida é uma exímia jogadora.
e eu sou meio perna de pau...

Emanuella disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Emanuella disse...

Estou chocada, esta otimo esse !
nem sabia que tinha esse texto aqui! Não falarei mais se não ficara repetitivo, so naqueles elgios! O surpreendente é que sempre vejo vc indiretamente neles e nesse vi vc falando tudo, que louco! Pode ser citado aqui, é que demoramos a vezes para nos tornar 'atacantes, artilheiros', que seria a peça central do nosso próprio jogo!

gabizinhachaves disse...

Adoreeei o texto, ficou muito bom ! Gostei da comparação com o futebol, combinou muito :)

Daniel Senos disse...

Belo texto! A vida é, realmente, uma exímia jogadora...

RODRIGO BARROS disse...

E ainda dentro do tempo regulamentar dessa partida que é a vida, pude testemunhar que vc é um dos craques, sempre preparado para dominar a bola da vida no peito e sair jogando... Parabéns meu "novo" grande amigo Yke, excelente texto! abração...

Stella disse...

Excelente!
Quando a vida muda de time é que a gente aprende mais.
Saudade de você! beijos!