quinta-feira, 15 de outubro de 2009

"Realidade" virtual?

Como amante da psicologia e do comportamento humano, acho curioso um fenômeno que ocorre com uma certa frequência em redes de relacionamento – mais especificamente o Orkut – que é caracterizado por pessoas que para disfarçar o fato de serem socialmente excluidos/discriminados na vida real, criam uma identidade virtual absurdamente exótica e restringem o acesso a seus perfis como se fossem controlar a vaga de um concurso público. Colocam textos enormes em seus perfis, dizendo sobre a dificuldade que é ter acesso ao seu seleto grupo de amigos de 'apenas' 800 amigos – muitas vezes tão exóticos quanto eles. Tudo começou quando alguém resolveu criar a frase: “Quando add, deixa scrap.” Até aí tudo bem, sou até em parte partidário disso. O problema é que teve gente que transformou essa frase numa possibilidade de ascensão social e coloca textos mandando os que pelo perfil passarem que cuidem de suas próprias vidas, muitas vezes associado a um tom arrogante e prepotente, como: “Sei muito bem o que faço e não preciso da sua opinião, até porque não te pedi pra opinar em absolutamente nada, então vai fazer algo útil pra sua vida, e tomar conta dela ao invés da minha. Eu não vou te adicionar porque você me achou bonitinha. Se for adicionar, deixa pelo menos uma porcaria de um recado avisando quem é porque se não eu não vou te aceitar, se não te conhecer.”
Caso similar acontece com quem apaga recado, não pra preservar a privacidade, mas pra omitir o fato de quase ninguém lhe manda mensagem. Ou ainda aquela pessoa que bloqueia depoimentos sem sequer ter algum. Triste quem vive essa realidade construída. Quando eles vão aprender que a vida é pra ser vivida, do jeito – estranho ou não – que você é?

4 comentários:

Cachinno Scriptor disse...

Calabouço de máscaras,
Baú de identidades.
Por onde navego, afinal,
Quando vejo teu rosto em pixels?

Te vejo, te clico, te esgoto.
Mais de mim ou menos de você?
Uma casa sem paredes
de portas trancadas,
janelas fechadas,
sorrisos furtivos,
olhares de todos os nossos eus.

Queria ter um milhão de amigos,
e mais espaço pra adicionar.
e-Roberto. Ê, Roberto. É, Robertos...

Clara disse...

eu diria que você foi fuxicar o orkut de alguém, tava doido pra ler recado, foto, depoimento, dar aquela boa fuxicada...
E ai, a pessoa tinha tudo trancado. No perfil, uma foto tremida e na descrição, somente a frase "Só add conhecidos. Deixa scrap."

Oton disse...

Orkut pra mim, é um mural de recado, quem quer falar cmg qdo estou off, ou longe, ou não tem meu msn ou telefone fala lá. Na verdade era, não tinha costume de usar e-mail, e se eu não me engano, na época msn não guardava msn offline. então.. pra que eu uso orkut msm?
Ah! tem pessoas que eu kero tão proximas qto o orkut pode deixar, quero ver fotos dos amigos... axo q só, alias, pra que existem as comunidades? servem pra alguma coisa além de foruns? quer dizer, as poucas que tem algum conteudo diferente de "eu amo fulaninha".

Emanuella disse...

Ai me irrita essas pessoas também aliás que coisa mais estranha querer privacidade no orkut! Para que esconder tanto né?! ahahaha