domingo, 28 de dezembro de 2008

Mallu Magalhães, quem é você?

Quanto mais conheço a Mallu Magalhães, menos gosto. Tudo nela é muito esquisito. O cd dela podia ter uma música só, porque quase não se nota diferença entre uma e outra. É muito “dabi dubi” com “luba da” e “papapa”. Eu chego a me perguntar se o que ela canta é inglês mesmo ou ela só põe o título da música em inglês e engana a gente com uma linguagem própria.
Outra coisa esquisita é essa exacerbação de patrocínio. A Vivo patrocina tudo dela! Celular Vivo com conteúdo da Mallu, camisas Vivo com a cara da Mallu... até o blog da Mallu é dentro do site da Vivo! E alguém sabe me responder porque ela só aparece no Altas Horas e na Mtv? Falando em Altas Horas, quem viu o programa neste Domingo constatou o quão tosca ela é. As pessoas – inclusive o próprio apresentador – faziam perguntas a ela e obtinham como resposta coisas como: “Demais.” / “Aham.”/ “Foi difícil”. O cúmulo, pra mim, foi o apresentador ter perguntado a ela o que de melhor aconteceu em 2008 e após uns 10 segundos de completo silêncio, ela ter dito: “Ah, acho que foi ter vencido o medo de andar de avião...”
Li uma entrevista dela a Editora Abril e um monte de respostas dela estão no documentário 'Don't Look Back' sobre o Bob Dylan. Acredito que seja muito divertido ter uma jovenzinha gostando de músicas de grandes sujeitos, mas isso não é tudo. Eu acho ela muito pré-fabricada.
Pré-fabricada, aliás, remete ao título de uma música da ex-banda do atual namorado dela. E não podia terminar de citar essa relação, que não é tão bizarra quanto eu pensava. Vou poupar as minhas palavras, colocando um trecho de um post do Marcos Mion seu blog:
“[Camelo] é o Capitão Caverna misturado com o Saddam Hussein, e não é nas épocas boas, não! Enfim, o mais stranger in the night é que ele aparenta ter bem mais...mas tudo bem, porque também achava que ela tinha bem menos!”, finalizou Mion.
Já eu, finalizo o post com minha mais nova descoberta: Soko. Conhecem? Nem eu conhecia, mas quem é capaz de dizer que ela não é igualzinha a Mallu Magalhães? Clique aqui e veja.

Ps: Se algum fã-cego dela vier aqui me xingar, vou mandar tomar no “Tchubaruba”.

9 comentários:

Srta. Valentim disse...

Não que eu goste das músicas da Malu, mas eu não acho ela tão pré-fabricada assim, pelo contrário, ela não tenta ser inteligente ou uma grande compositora, é só uma menina de 16 anos querendo mostrar a música que ela fez. Ela só é sincera.

Felipe disse...

Concordo e assino embaixo, com o Yke.

Julia disse...

Quem é vc mesmo, nunca ouvi falar....

Emanuella disse...

Ah, muuito bom esse pequeno comentário desse menina,eu vi esse programa e fiquei me perguntando durante alguns instantes como alguém tão sem sal,e que não acrescenta em nada podem dar tanta moral,mais enfiim né.E realmente essa relação dela nada haver,nossa! ahahhaha
Concluindo,concordo com tudo dito!(:

Malu Cabral disse...

Pobrezinha...´de onde inventaram essa coisa?
No programa Altas Horas, até o Serginho se irritou com ela..Ridícula, não sabe falar, meio doidinha...

Convenhamos...Com tanto talento precisando de um espaço, me dão pra essa porcaria..

Malu Cabral disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Mila Bevilaqua* disse...

Interessante você falar sobre ela,pois em QUASE todos os lugares só vejo críticas a favor dela.
Parei pra ouvir algumas músicas da mais nova famosinha brasileira,e não tem muita coisa proveitável não.
Realmente as músicas são todas iguais,a única coisa que se salva UM POUCO é a voz dela que é muito gostosa de ouvir por ser bem suave,e só!

Concordo com você! ;)
abraço!

Carlos Alberto (Beto) disse...

Nao posso dizer nada contra, mais os argumentos de meu amigo carioca sao bem convincentes.


Se as letras sao ruins e a voz é boa, existem varias musicas que nossa nova "Pop Star" poderia cantar. Musicas de bom conteudo que poderiam agragar a mais gente.

Nicole disse...

hahahahah....
Façam-me favor... voz boa? Ela só fala nas músicas! sei lá.. não tem um ritmo na parada. Além do mais, não sei quantos assistiram a esse mesmo programa e repararam que quando ela foi cantar uma música com o Wagner Moura... Nossa! foi uma desafinação só!

Pelo o que eu entendi o 'sucesso' dela foi por ser nova e usar um estilo diferente da maioria dos jovens que conhecemos. Mas de voz e grande talento: ...