quarta-feira, 20 de fevereiro de 2008

Da sociedade para a sociedade

O ser humano é naturalmente pacífico. Eu falo naturalmente em termos de estatística, pois, sempre existe alguma violência nos nossos instintos, mas em sã consciência, uma pessoa 'normal', evita qualquer situação violenta, quando se tem alguma outra alternativa, é claro. Como se explica o fato de que a cada 13 minutos um brasileiro é assassinado (dados da UNESCO) ? Como se explica essa violência tão absurda no Brasil e em tantos outros lugares do mundo? A resposta é simples, chega a ser óbvia: O ser humano não suporta a vida sem dignidade! Eu vou explicar melhor: Imagine que você esta no meio de um deserto, com uma garafa de água na mão. Você bebe um pouco de água e depois que sacia a sua sede, usa a água pra lavar os cabelos e os seus pés que estão sujos de areia. Agora, imagine que na sua frente tenha alguém olhando. O miserável, morrendo de sede, assistindo você lavar os pés e os cabelos... se você não for nobre o sucifiente pra dar de beber ao infeliz na tua frente, em algum momento ele vai criar coragem pra te dar uns tapas e tirar a garafa da tua mão! É natural...

A sociedade é completamente hipócrita e sempre estabelece padrões impossiveis de se conquistar: "Olhe, mas não toque; toque, mas não prove; prove, mas não engula"! Hoje em dia todo mundo se diz solidário. Mas eu tenho uma novidade pra você: não é possivel ser solidário e capitalista ao mesmo tempo! Se isso vem como uma surpresa pra você, eu te ajudo a assimilar a idéia. Pra começo de conversa, não vamos confundir solidariedade com esmola. A solidariedade é união, simpatia e interesses mútuos, esmola é definido como uma - quase sempre - pequena quantia monetária dada a um pedinte, por caridade. Se você ainda não captou a mensagem, eu te ajudo mais um pouco: por quê é que um ser humano como você, com praticamente os mesmos desejos, com praticamente as mesmas aspirações e vontades, não pode ter uma condição de vida igual a sua? Seja ela o quão requintada e luxuosa for? Se a sua resposta pra essa pergunta é: "Porque eu batalhei pelos meus bens e não estou disposto a abrir mão deles" ou qualquer coisa parecida com isso, então parabéns; Você é mais um capitalista!

Não me entenda mal, capitalista não é nenhum palavrão. Proteger os seus bens é perfeitamente natural, o instinto de auto-preservação vem no cérebro de todos os seres humanos saudáveis, e esse é exatamente o ponto de vista que eu quero apresentar nesse post. Recaptulando um pouco a metáfora: Parte da sociedade lavas os pés enquanto os outros (uma maioria esmagadora!) morrem de sede. Segundo a ONU: 1 bilhão e 100 milhões de pessoas (um sexto da humanidade) vive com menos de 1 dólar por dia! É ai que o instinto de auto-preservação entra em ação, motivando cada pessoa de uma maneira diferente, mas sempre na mesma direção. Nas pessoas bem sucedidas, ele demanda, a proteção dos bens conquistados e do 'status' adquirido. Nos miseráveis, ele demanda um estilo de vida, pelo menos, digno. Pra alguém no fundo poço da moral, sem educação acadêmica, é facil saber qual o caminho mais rápido pro sucesso...

É aí que começa a se formar uma teia gigantesca que prende todos nos à violência urbana, é ai que as pessoas começam a usar da violência e do medo pra obter o sucesso pessoal, e é exatamente ai que as tragédias acontecem...

No post anterior, Yke mencionou o caso do menino João Hélio, falou sobre o pánico dos pais, das pessoas horrorizadas que acompanharam o desenrolar do caso, mas que tempos depois, os assassinos foram condenados e o caso saiu da midia e da memória de todos os telespectadores que assistiram tão 'horrorizados'. Com o lado das vítimas bem esclarecido, faltou falar um pouco sobre os criminosos: Os "assassinos impiedosos" que arastaram um menimo pelo asfalto da cidade em alta velocidade; Todos, com excesão do menor (sim! um deles era menor de idade!), que só pode ficar detido por no maximo 3 anos, pegaram penas que variam de 39 a 45 anos de prisão! Alem da faixa de idade absurdamente baixa ( todos que participaram diretamente do crime tinham entre 17 e 19 anos! ), nenhum deles possuia antecedentes criminais! Dados os fatos, eu te pergunto: Que apoio tiveram esses indivíduos do governo, ou de qualquer alma caridosa? Que educação eles receberam? Você que está lendo, poderia afirmar que, sobre as mesmas influencias e vivenciando as mesmas situações, você poderia garantir que não cometeria nenhum crime? Sem hipocrisia, eu não poderia.

Os jovens que nunca tinham cometido nenhum crime tentaram roubar um carro. Eles usufruiram da violência e do medo pra obter algum sucesso pessoal e foi aí que ocoreu a tragédia que abalou a vida da maioria dos envolvidos... É preciso lembrar que ninguém quer ser responsável pela morte de uma criança (principalmente uma tão violenta como a de João Hélio) e que todos os "assassinos" são mentalmente 'sãos'? Agora me respondam, que tipo de vida tem uma pessoa que entra na cadeia aos 18 anos de idade pra cumprir 30 anos de pena? E que tipo de opiniões essa mesma pessoa vai desenvolver a respeito da sociedade que nunca lhe prestou nenhum serviço? Como é que você acha que esse individuo vai reagir a sociedade quando for libertado?

Essa é a constante luta das autoridades contra a 'impunidade', que mais se parece vingança do que justiça! Que tenta curar violência com mais violência, que prende um indivíduo de 18 anos por 30, no meio de outros delinqüentes ainda piores que ele, e depois 're-introduz' esse mesmo individuo à sociedade, de qualquer forma. Como é que isso vai resolver a situação? Como é que isso vai contribuir pra sociedade? Sou eu o único que enxerga algo de errado nesse sistema? Porque é que eles criam os monstros e depois os soltam de volta na sociedade, como se eles estivessem regenerados?

Pra finalizar, eu espero que tenha esclarecido um poucos os fatos pra você aí que está lendo. Isso, é claro, se você teve a paciência de ler até este ponto. Eu sinceramente não me considero uma pessoa solidária, na verdade sou bastante egocêntrico, mas tenho bom senso o suficiente pra criticar esses fatos horrendos que assombram a nossa sociedade...
( Eduardo Araújo )
Assassinos: Vilões da sociedade, ou consequência dela?

3 comentários:

guilherme disse...

realmente tenho q concordar com o que vc escreveu nesse tópico realmente os valores impóstos hoje pela sociedade estão muito distorcidos e que querendo ou não o capitalismo é cruél...

bom o tópico esta muito legal e espero q o blog continue assim!!

Patolina disse...

olá
Também concordo com você. Entrar com 18 e sair com 48? o que acham que ele vai fazer quando sair? comemorar a liberdade? hahahEle já vai estar muito REVOLTADO com toda "INJUSTIÇA" que ele sofreu e concerteza vai sair bem mais violento... E nem me fala desses caras pq tenho certeza queconheço esse mlk da ponta direita! Aff

abraços

oton disse...

estranho né? eu nao mataria alguem pq ele tem agua e eu nao, mas mataria pq ele esta lavando os cabelos e os pés e eu nao tenho agua. ja pensou estar do lado errado do capitalismo?

eu não posso ser anarquista, se eu consigo derrubar o sistema eu crio outro pra me beneficiar... nao ia dar certo.